Mulheres trans são detidas e obrigadas a cortar os cabelos na Indonésia
Mulheres trans são detidas e obrigadas a cortar os cabelos (Foto: Reprodução/Internet)

Um grupo formado por 12 mulheres trans foram submetidas a um processo de “reversão de gênero”, em Aceh, uma província da Indonésia, pela polícia local que as obrigou a raspar os cabelos e usar roupas masculinas.

“Foi um treino para que consigam tornar-se homens novamente”, justificou o chefe da polícia Ahmad Untung Surianata em entrevista à BBC, ressaltando que a o método consistia em proteger os jovens de serem afetados pelas pessoas transgêneros.

Leia Mais:


Adolescente trans capixaba consegue direito de usar nome social em escola

Ação oferece 200 vagas de emprego para pessoas trans em Porto Alegre

As provas ainda incluía que as vítimas cantassem até reaparecerem as vozes mais graves. À CNN, Surianata afirmou que a operação se deu pelas queixas em relação ao comportamento das mulheres trans. Porém, negou que sejam contra os trans.

Já a ativista de direitos humanos, Tunggal Pawestri, disse ao veículo que não se sente surpresa com a reação das autoridades de Aceh, mas teme pela saúde mental e física das mulheres.