Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir até março de 2018 se candidatas transgêneros poderão ser encaixadas dentro da cota feminina de cada partido para concorrer às eleições de 2018.

O pedido foi feito pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN), no qual propõe a presença das trans junto com os 30% mínimos reservados para pessoas do sexo feminino dentro de cada legenda ou coligação.

Leia Mais:


Com maquiagem e brincos, outdoor de Bolsonaro aparece pichado em São Carlos

Mulher morre após receber golpes de faca da namorada por ciúmes

Para o blog do Estadão, Bezerra afirma que o termo “sexo” neste caso, é bastante questionável, pois não engloba a identidade de gênero. A maioria dos partidos costumam ter dificuldades para cumprir o número de mulheres.

O TSE tem até o dia 05 de março para decidir se aprova o caso ou não, que está sob responsabilidade do ministro Tarcísio Vieira. O prazo acontece até a data limite máximo para fechar as resoluções para as próximas eleições.

DEIXE UMA RESPOSTA