Ó cantor Sidney Magal
Ó cantor Sidney Magal (Foto: Divulgação)

Um dos maiores ícones das décadas de 1970 e 1980, o cantor Sidney Magal sempre teve a sua sexualidade posta em dúvida por causa do jeito de dançar com muito rebolado e as suas roupas extravagantes. Anos atrás, o artista chegou a revelar que era bissexual, mas em recente entrevista à coluna do jornalista Bruno Astuto, da revista Época, ele contou que apesar de sentir atração, nunca engatou um relacionamento com outro homem.

“A crítica me chamava de gay, os maridos iam aos shows e gritavam ‘viadinho’. Tenho um lado feminino, nunca escondi isso. Mas nunca tive amor por um homem, se é o que querem saber. Tive algumas admirações, mas nunca me apaixonei. Rolaria na boa, mas não aconteceu”, declarou.

Leia Mais:


Charli XCX anuncia parceria com Pabllo Vittar

Rafael Zulu sobre cenas quentes com Eriberto Leão em O Outro Lado do Paraíso: “Preparado pra tudo”

Ainda na publicação, Magal contou que acredita que é natural do ser humano se sentir atraído sexualmente por ambos os sexos. “Todo ser humano é bissexual, tem desejos variados, mas depois opta”, opinou.

Em sua mais nova biografia, lançada recentemente, é abordada a questão da sua sexualidade. A obra faz parte dos 50 anos de carreira do intérprete de “Sandra Rosa Madalena, a cigana”, um dos responsáveis por introduzir o ritmo latino no Brasil.