bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

Entre aplausos e abraços, o Parlamento australiano aprovou nesta quinta-feira (07), a lei que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A decisão acontece após o resultado favorável à união civil homoafetiva da população em consulta pública no plebiscito, divulgada no dia 15 de novembro.

Com mais esta etapa cumprida, agora resta apenas o governador geral Peter Cosgrove, representante da rainha Elizabeth II, assinar o decreto, para que o direito passe a entrar em vigor, o que acontecerá nos próximos dias.

Leia Mais:


Votação que pode tornar casamento homoafetivo em lei é adiada mais uma vez

Time Norueguês cancela viagem a Dubai por causa da LGBTfobia no país

A votação na Câmara foi marcada por quase uma unanimidade, apenas quatro membros da Câmara de Representantes, em um total de 150 deputados, votaram contra a nova medida, aorovada na semana passada pelo senado por 43 a 12 votos.

Em clima de vitória, o primeiro-ministro Malcolm Turnbull comemorou a nova lei. “Que dia para o amor, para a igualdade, para o respeito! A Austrália conseguiu”, celebrou. “Cada australiano teve sua voz e eles afirmaram que é justo”, completou.