Bebê
Bebê (Foto: Reprodução/Pixabay)

Uma história de intolerância que acabou no abandono de uma criança, teve final feliz na Índia. Há seis anos, uma mulher transgênero decidiu fazer uma doação de sangue para uma bebê, que sofria de anemia.

Os pais da criança resolveram ir até a casa da doadora, identificada como Rehka, para agradecer pelo feito, mas tiveram uma surpresa ao descobrirem que foi uma transgênero que doou o sangue. No dia seguinte, ela foi surpreendida com a bebê abandonada na sua porta acompanhada de um bilhete.

O texto afirmava que a filha não poderia mais fazer parte daquela família, pois havia recebido o sangue de uma transgênero, e que por isso, estaria contaminada e condenada a ser “um deles”. Rehka, então, procurou o hospital que confirmou que a pequena era a mesma para quem tinha feito a transfusão.


Leia Mais:

Índia proíbe comerciais de preservativos durante o dia em televisões do país

Perlla e marido são assaltados durante Parada LGBT de Duque de Caxias

Apesar do choque, a indiana resolveu adotar a bebê, pois a mesmo se identificava com a sua história, já que também foi abandonada pelos pais, depois de descobrirem que ela não se tratava de um menino.

A menina de seis anos, vive com Rehka até hoje, e é considerada filha pela mãe adotiva, assim como os seus amigos, que juntos formam uma verdadeira família. A história foi publicada no blog “The Stories of Change”.