O ator Kevin Spacey
O ator Kevin Spacey (Foto: Divulgação/Netflix)

Com tantos casos de assédio explodindo em Hollywood nos últimos tempos, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, organização responsável por realizar a cerimônia do Oscar criou um código de conduta que deve ser seguido nos preparativos e também durante a maior premiação da sétima arte.

Em um e-mail enviado aos seus membros, a instituição explica como funciona o código. “Não há espaço na Academia para pessoas que abusam de seus status, poder ou influência, de maneira que violem os padrões reconhecidos de decência.”, diz o comunicado.

Leia Mais:


Parlamento australiano aprova lei que autoriza casamento homoafetivo

Em nova versão, Leão da Montanha é assumidamente gay e está na mira do governo americano

“A Academia é categoricamente contra qualquer tipo de abuso ou descriminação baseado em gênero, orientação sexual, etnia, deficiência, idade, religião ou nacionalidade”, completa o texto. As informações são do site The Wrap.

Nos últimos meses, inúmeras denúncias de atores, atrizes e funcionários das produções de Hollywood deram conta de relatos de abusos sexuais contra gigantes de Hollywood, movimento que começou contra o produtor Harvey Weinstein e se estendeu a vários outros diretores e grandes astros como Kevin Spacey, que ganhou ampla cobertura da imprensa e atualmente está internado em uma clínica de reabilitação especializada em viciados em sexo.