Armie Hammer e Timothée Chalamet no filme Me Chame Pelo seu Nome
Armie Hammer e Timothée Chalamet no filme Me Chame Pelo seu Nome (Foto: Divulgação)

Premiado em diversas cerimônias e com três indicações ao Globo de ouro, o drama gay Me Chame Pelo seu Nome também contou com um bastidor curioso. O diretor Luca Guadagnino compartilhou que um volume avantajado de Armie Hammer em uma das cenas do filme deu muito trabalho para a edição.

De acordo com Guadagnino, em uma sequência que o intérprete de Oliver aparece de shorts no longa, e exibia uma enorme mala, teve que ser retirada na pós-produção.

Leia Mais:


Ator Timothée Chalamet é um dos preferidos ao Oscar por drama gay Me Chame Pelo seu Nome

Ator pornô gay é condenado à prisão perpétua por assassinato de amante nos EUA

A declaração foi dada em entrevista ao programa de James Cohen, no qual o ator também estava presente. “Tivemos que olhar cena por cena e remover digitalmente as minhas bolas do filme. Os shorts eram muito curtos – o que eu podia fazer?”, defendeu Hammer.

Diante da revelação o apresentador perguntou: “Armie Hammer tem um pacote grande, é isso que você está dizendo.”. “Não, não estou dizendo isso. Estou garantindo que tivemos que retirá-lo!”, sentenciou Guadagnino.

Me Chame Pelo seu Nome conta a história de um jovem de 17 anos (Thimothée Chalamet) que se apaixona pelo amigo do seu próprio pai (Armie Hammer) durante um verão preguiçoso na Itália. O longa estreia nos cinemas brasileiros no dia 18 de janeiro.