Beijaço em padaria de São Paulo
Beijaço em padaria de São Paulo (Foto: Reprodução/Facebook)

Membros do movimento LGBT de São Paulo organizaram um protesto contra a padaria Delícia de Perdizes, que na última sexta-feira (23), pediu a um casal de lésbicas para ser mais “discreto”, pois o excesso de carícias, que incluía beijos, estava incomodando outros clientes.

Com bandeiras do Orgulho LGBT, vários casais gays se juntaram para promover um beijaço dentro do estabelecimento e na frente dos funcionários em apoio à jornalista Tatit Brandão e a sua namorada Laura Baruffaldi, que relataram o episódio homofóbico nas redes sociais.

Leia Mais:


Após casal lésbico, personagem sofre homofobia em Malhação

Estudante de direito apresenta monografia vestido de drag queen

O pedido veio de uma funcionária que também se declarou homossexual, mas se sentiu pressionada pelo gerente do estabelecimento. “Sofrer homofobia e ao mesmo tempo presenciar um assédio moral descarado entre chefe e empregada, sendo que a empregada sofre o mesmo tipo de opressão que você, é um horror elevado à enésima potência”, disse Tatit ao UOL.

Diante da repercussão negativa, a padaria publicou uma nota pedindo desculpas pelo ocorrido. “Queremos nos retratar publicamente com o casal Tatit Brandão e Laura M Baruffaldi. Por elas terem passado pela degradante situação de se sentirem erradas, quando não fizeram nada mais que demonstrar o sentimento que sentem uma pela outra. A culpa não é da funcionária que as abordou. Não é também só de pessoas que se sentiram incomodadas. A culpa é da Delícia de Perdizes”, divulgou.

DEIXE UMA RESPOSTA