Depressão
Depressão (Foto: Reprodução/Internet)

A rejeição da sociedade por conta da orientação sexual pode ser um dos fatores para desencadear depressão nos gays, resultando muitas vezes em episódios de suicídio é o que revelou a pesquisa feita pela University College Cork, na Irlanda e publicada no Journal of the American Medical Association.

De acordo com os dados coletados, cerca de 40% dos homossexuais adolescentes entrevistados afirmaram que já pensaram, planejaram e até tentaram dar fim à própria vida por conta da sua sexualidade. Número que cai para 15% para aqueles que se identificam como heterossexuais.

O estudo ainda revelou que o desejo suicida é maior em mulheres lésbicas. Já nos bissexuais a mesma situação apresenta em 30% dos participantes, desta parcela 46% afirmaram ter pensamentos suicidas nos últimos 12 meses. O relatório ouviu 15.624 adolescentes LGBT.


Leia Mais:

47% dos gays relatam sofrer homofobia de membros da família

Anvisa aprova dois novos autotestes para detectar o vírus HIV

“O resultado da pesquisa é assustador, e que realmente faz você pensar como esses comportamentos suicidas são comuns na comunidade adolescente LGBT”, alerta o responsável pelo relatório Theodore L. Caputi.

Para o pesquisador, os dados levantados tem como objetivo “alertar e diminuir os fatores que levam os adolescentes LGBT a colocar o suicídio em primeiro lugar. Esperamos que nosso estudo inspire mudanças sociais e políticas que levem a uma vida mais feliz e saudável para os adolescentes LGBT”, sugeriu Caputi.


  • Rodrigo Souza

    Pior é que não há outra maneira de evitar essa tendência a não ser incentivar a sociedade a ser mais tolerante e menos preconceituosa e esperar mais algumas décadas até que ocorra uma mudança de mentalidade…