Tribunal barra veto de Trump à pessoas trans nas Forças Armadas dos EUA

Donald Trump
Donald Trump (Foto: Divulgação)

O anúncio que Donald Trump fez, no mês de julho, no qual proíbe pessoas transgêneros a se alistarem nas Forças Armadas dos Estados Unidos, pode ser revogado após uma decisão preliminar do tribunal federal do Distrito da Columbia, divulgada na última segunda-feira (30).

Assinada pela juíza Colleen Kollar-Kotelly, a medida veta parcialmente a norma imposta pelo governo e atacou os itens que excluem e retém o ingresso de soldados trans no exército norte-americano.

Leia Mais:


Com direção de Lázaro Ramos e Kiko Mascarenhas, peça que retrata homofobia em Uganda estreia no Rio

Netflix suspende gravações de House of Cards após acusação de assédio contra Kevin Spacey

Apesar disso, o decreto de Collen mantém o corte na verba para que os militares transgêneros sejam submetidos a cirurgias de redesignação de gênero, de acordo com informações do jornal Washington Post.

Trump surpreendeu ao anunciar a saída a população trans dos EUA em seu perfil no Twitter, em julho, modificando a lei imposta pelo presidente anterior, Barack Obama. A justificativa para a medida seria o corte de despesas médicas, que essa parcela custava aos cofres públicos.

 


DEIXE UMA RESPOSTA