Travesti deficiente e esquizofrênica é estuprada e torturada por homem no MT

Suspeito negou autoria do crime
Suspeito negou autoria do crime [Foto: Dilvugação/SSP]

Uma travesti com deficiência física e diagnosticada com esquizofrenia foi cruelmente torturada e estuprada por um homem, que a abordou quando ela retornava de umas compras feitas em uma loja de conveniência, em Alto Taquari, município a 509 km de Cuiabá, no Mato Grosso. O crime aconteceu no último dia 12 de outubro.

De acordo com informações da polícia, o suspeito Juarez de Jesus dos Santos, de 34 anos, obrigou a vítima a manter relações sexuais com ele, além de tê-la submetido a sessões de tortura, que chegou a quebrar o seu braço e atentado contra a sua vida.

“Ele a arrastou para uma casa abandonada e praticou vários atos com ela. Ele chegou a quebrar o braço dela, arrancar a unha e parte dos cabelos. Depois do abuso, o estuprador tentou matá-la e a agrediu com pauladas e até jogou um tijolo na cabeça dela”, descreveu o delegado Fernando Flery ao G1.


Leia Mais:

Gay vence processo contra motel do Acre que o expulsou após ménage

Ator de Meninas Malvadas revela ser gay e assume namoro com apresentador

Flery ainda revelou detalhes de como a vítima se encontra após a agressão. “Essa travesti está mentalmente muito abalada, fica trancada em casa. (No dia do crime) ele a deixou praticamente desfalecida e tentou de todas as formas matá-la.”

Juarez foi identificado no último dia 25, e também é acusado de ter atacado outra travesti, dona de um bar da região, na qual teria agredido, após consumir no estabelecimento. Ele negou ser o autor dos crimes. As últimas informações afirmam que o suspeito encontra-se preso na delegacia, enquanto aguarda a audiência de Custódia.


DEIXE UMA RESPOSTA