Oficial queniano afirma que leões gays estão possuídos pelo demônio

Leões machos fazem sexo em parque no Quênia
Leões machos fazem sexo em parque no Quênia (Foto: Reprodução/Paul Goldstein)

A imagem de dois leões machos fazendo sexo, em um parque, rodou o mundo e tem causado muita discussão no Quênia. Tanto que um chefe do conselho de censura cinematográfica do país africano, não acredita que o ato entre os animais tenha sido algo natural, e sim uma reprodução do convívio humano.

Em entrevista ao Nairobi News, Ezekiel Mutua afirmou que os felinos “precisam de aconselhamento, porque provavelmente eles foram influenciados por gays que foram para os parques nacionais e se comportaram mal”, disse ele.

Leia Mais:


Polícia do Egito está usando apps de pegação para prender gays

Jovem gay leva pedrada por estar abraçado ao namorado e polícia nega registrar B.O.

Mutua ainda foi mais além, e acredita que o comportamento dos leões aconteceu por alguma possessão demoníaca. “Onde já se viu uma coisa dessa acontecer? Os demônios que tomam conta dos humanos parece que agora também estão dominando os animais”, declarou.

O fotógrafo responsável pela imagem, Paul Goldstein revelou que a relação dos dois leões
parecia ser algo bem comum entre os bichos. “Quando leões de sexos diferentes copulam, o ato normalmente dura apenas alguns segundos. Esses dois ficaram assim por mais de um minuto, e podia-se notar afeto entre eles, diferente da separação violenta que ocorre quando machos e fêmeas cruzam”, afirmou.

 


DEIXE UMA RESPOSTA