Mais de mil homens tem o pênis amputado todos os anos, alerta Sociedade de Urologia

Homem pênis
Homem pênis (Foto: Reprodução/Interner)

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) divulgou recentemente um dado, que traz um alerta a todos os homens. Cerca de mil homens tem seus pênis amputados de maneira parcial ou integral ao ano, por causa da falta de higiene ao membro. A limpeza inadequada acaba por contrair fungos e outras bactérias, o que acaba contraindo doenças.

Em entrevista à revista Galileu, Alexandre César Santos, membro da SBU-SP, lembrou que o cuidado com o órgão faz diminuir as chances de muitos problemas de saúde como o câncer. “A higienização diminui as chances do homem obter HPV [papilomavírus humano], vírus sabidamente relacionado ao desenvolvimento da doença”, afirmou.

Por isso, a dica é limpar da melhor maneira para que não fique resíduos de secreção. O médico lembra que o prepúcio é o local onde deve-se ter mais atenção. A secagem do pênis também é muito importante, já que muitas vezes o uso da tolha de banho, não é suficiente, fazendo com que a parte do corpo seja enxuta com um papel higiênico.


Leia Mais:

Drag queen Alaska lança clipe para Come To Brazil; assista

Ministério da Saúde troca medicamento para o tratamento do HIV

Sobre depilação, Santos defende que os pelos não sejam retirados totalmente. “Eles têm a função natural de manter a pele úmida e ajudar algumas glândulas que ajudam na hidratação local. Sua remoção pode resultar em abcessos ou foliculite”, argumentou.

A visita regular a um urologista também deve ser rotina na vida do homem.“muitas vezes por vergonha ou medo o homem não busca o médico, o que é grave, pois a doença pode se agravar e atingir camadas mais profundas do órgão”, explicou. “Quanto antes for diagnosticado, maiores são as chances de sucesso no tratamento e da não remoção do pênis”, completou.


DEIXE UMA RESPOSTA