Jovem morre após defender irmã transexual de agressor em SP

Irmão de Lorena Vicente foi espancado até a morte por agressor
Irmão de Lorena Vicente foi espancado até a morte por agressor (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um jovem foi brutalmente espancado até a morte em uma praça da zona Sul de São Paulo, após sair em defesa da sua irmã transexual que sofreu discriminação e agressão de um rapaz, nesta quarta-feira (08).

Lorena Vicente estava no local para usar o wi-fi público, disponível na rua, quando foi surpreendida pelo agressor, identificado como Luiz Carlos da Silva Mariano, de 18 anos, que começou a insultá-la por causa da sua identidade de gênero e chegou a jogar uma bicicleta contra ela.

Ao ver a situação, Petherson Roberto dos Santos, de 24 anos, que estava em uma feira próxima ao local com o seu pai, começou a discutir com Mariano, entrando em luta corporal com o acusado, logo depois.


Leia Mais:

Quênia censura série da Disney por causa de personagem gay

Morte de travesti sobe para 12 número de assassinatos de LGBTs no Ceará

“Ele ameaçou jogar a bicicleta em cima de mim e o meu irmão foi cobrar. Falar para ele respeitar, né. Só que aí ele veio, já começaram a discutir e entraram em luta corporal”, explicou Lorena em entrevista à TV Globo.

A polícia investiga o crime pelo 92º Distrito com a discriminação como motivação do crime. “Ele é procurado como autor, tem testemunhas oculares, o amigo dele que estava junto com ele tentou evitar o crime, mas não conseguiu”, contou o delegado Luís Roberto Hellmeister.


DEIXE UMA RESPOSTA