Sexo gay
Sexo gay (Foto: Reprodução/Internet)

O governo do Reino Unido está preocupado com a vida sexual dos seus jovens, que em uma pesquisa recente demonstrou um aumento na prática do sexo anal. Oficiais do Departamento de Cultura, Mídia e Esportes ficaram impressionados com o número de pessoas que demonstraram o interesse.

A intenção das autoridades é controlar o acesso à pornografia apontada como a grande
responsável pelo aumento do interesse dos mais novos na prática sexual.

“Os jovens esperam que suas experiências sexuais da vida real espelhem no que eles ou seus parceiros veem na pornografia, que muitas vezes mostra representações ambíguas de consentimento, estereótipos femininos submissos e cenários irrealistas”, afirma a consulta.


Leia Mais:

ONG pede providências do governo chinês contra procedimentos invasivos de cura gay

71% dos gays não é e nem curte afeminados, revela pesquisa

“Embora o aumento do sexo anal não possa ser atribuído diretamente ao consumo de pornografia, ele possui uma grande porcentagem da pornografia convencional (por exemplo, uma análise de conteúdo encontrou que isso aparece em 56% das cenas sexuais)”, completa o texto.

As autoridades esperam que com a diminuição do consumo de conteúdo adulto pode fazer com que a prática seja esquecido pelos jovens. Vale lembrar que o sexo anal já foi considerado crime em países como Inglaterra e País de Gales até 1967.