Dedo indicador
Dedo indicador [Foto: Reprodução/Internet]

Sempre presente nas escolas, o bullying voltou a ser pauta mais uma vez, após dois alunos do 8° ano do ensino fundamental, do Colégio Adventista Milton Afonso, em Brasília, terem sido expulsos após darem dedadas no ânus de outro colega.

O site Metrópoles conversou com alguns alunos da turma dos estudantes retirados da instituição que alegaram que tudo não passou de uma “vingança”, já que foi o adolescente alvo da violência que iniciou o abuso, e que o mesmo só teria sido protegido por ser filho de uma das coordenadoras pedagógicas.

Leia Mais:


Inês Brasil revela desejo de transar com jogador Neymar

Mãe protesta após escola cearense recusar matrícula de aluna trans

Câmeras do circuito interno de segurança da escola mostram toda a ação. Os dois acusados em questão seguraram a “vítima” e enfiaram os dedos na sua bunda. Uma das mães dos alunos expulsos afirmou que as brincadeiras começaram no meio do ano letivo e o colégio não tomou nenhuma providência.

“A situação é bem complicada. Meu filho está muito triste e provavelmente vai ser reprovado. O prejuízo psicológico é o maior. Não consigo matrícula em outra escola nem estou tendo respaldo do colégio”, declarou a mãe.

O advogado da família entrou com um processo contra a escola no TJDFT, que no momento está sendo analisado.