Charlie Sheen nega acusação de estupro a ator mirim, na década de 1980

O ator Charlie Sheen

Diante das inúmeras acusações de assédio sexual contra atores e produtores de Hollywood, Charlie Sheen negou veementemente ter sido o autor do estupro a Corey Haim, morto em 2010, durante as filmagens do filme “A Inocência do Primeiro Amor”, em 1984.

“Charlie Sheen nega categoricamente essa acusação”, afirmou ele em comunicado enviado a imprensa, nesta quinta-feira (09), publicado pelo jornal Hollywood Reporter.

Leia Mais:


Após acusações de assédio, Kevin Spacey se interna em clínica para viciados em sexo, diz jornal

Ator Felipe de Carolis posa nu para revista e revela ser vítima de assédio

A denúncia foi feita por Dominick Brascia, amigo da suposta vítima, nesta quarta-feira (08). Segundo ele, Haim teria fumado e feito sexo com o ator, mas depois o astro teria passado a evita-lo.

Na época, Corey tinha apenas 13 anos e o ex-protagonista da série Dois Homens e Meio, 19. Dominick ainda relatou que o amigo e Charlie Sheen voltaram a manter relações sexuais, anos depois, quando ambos estavam na casa dos 20 anos.


DEIXE UMA RESPOSTA