Cauã Reymond
Cauã Reymond [Foto: Reprodução/Instagram]

A gente já comentou aqui sobre as cenas de sexo gay que Cauã Reymond protagonizou com Matheus Nachtergaele, no filme Piedade, com estreia prevista nos cinemas para 2018.

Em entrevista à coluna do jornalista Bruno Astuto, na revista Época, Reymond comentou sobre as sequências quentes e contou que não teve problemas para realizar as gravações. “É bem hard core. Acho legal contar uma história mais erótica. Não tive pudor nenhum.”, revelou.

Leia Mais:


Macklemore revela ter uma pintura de Justin Bieber nu em seu quarto

Jeffrey Tambor pede demissão da série “Transparent” após acusações de assédio

Ainda na publicação, o ator falou sobre a imagem de símbolo sexual, que carrega desde os primeiros trabalhos. “Fico lisonjeado, mas não acordo pensando nisso. Sei que meus personagens ajudam a preencher esse posto. E é bom penetrar nesse imaginário do público, levar a pessoa para a fantasia.”, disse.

O galã também fez um balanço dos 15 anos de carreira. “Não cheguei pronto, não fiz teatro desde cedo. Quando comecei, me via verde na televisão. Na Malhação, eu era engessado, ainda estava aprendendo a dinâmica das quatro câmeras. O cinema sempre me deixou mais livre para experimentar.”, declarou.