Parada LGBT Canadá
Parada LGBT Canadá (Foto: Reprodução/Flickr)

Durante o período da Guerra Fria, um dos fatos mais marcantes do século 20, o governo canadense organizou uma verdadeira caça às bruxas contra toda população LGBT do país. Nesta terça-feira (28), o primeiro-ministro Justin Trudeau pediu perdão oficialmente no parlamento, localizado na capital Otawa.

Como medida de reparação às famílias e pessoas atingidas, a administração pública separou cerca de 145 milhões de dólares canadenses como indenização. Além disso, outros 5 milhões serão investidos para limpar o histórico dessas pessoas que eram consideradas criminosas por serem homossexuais ou transgêneros.

“Esta é a história arrasadora de pessoas que foram marcadas como criminosas pelo governo – pessoas que perderam seu ganha-pão e, em alguns casos, suas vidas”, afirmou ele.


Leia Mais:

Ex-nadador Mark Foster se assume gay: “Me acostumei a evitar a verdade”

Pessoas trans podem requisitar nome social em carteiras de motorista no Rio

Trudeau também lembrou como era a perseguição do governo. “As pessoas presas e acusadas eram propositalmente expostas. Seus nomes apareciam em jornais para humilhá-las e envergonhar suas famílias. A principal função do governo é manter seus cidadãos seguros.”, ressaltou.

“Falhamos em cumprir esse papel para as pessoas LGBT repetidas vezes. É com vergonha e tristeza e arrependimento profundo pelo que fizemos que eu venho aqui hoje dizer: nós erramos. Nós pedimos perdão. Sinto muito. Sentimos muito.”, reconheceu.