Boate de Goiânia fecha as portas após 13 anos, por excesso de entrada VIP

Boate Disel
Boate Disel [Foto: Divulgação]

Uma das mais tradicionais boates de Goiânia, a Disel, anunciou o seu fechamento, por arcar com muitos prejuízos e dívidas em uma casa que o público segmentado só tinha acesso com entrada VIP, ou seja, sem pagar nada.

A informação foi confirmada por Osvald Ribeiro, proprietário do clube, na tarde desta terça-feira (07), em suas redes sociais. “Notem que grandes clubes do Brasil inteiro foram obrigados a aderirem ao tal VIP, mesmo todos sabendo que VIPs fazem bem apenas ao bolso do cliente, mas para uma empresa em si são degraus para o buraco”, escreveu ele.

“Grande parte do público quer casa boa, som impecável, atendimento VIP, decoração, atrações, festas de luxo, mas não quer por a mão no bolso para pagar e quando pagam exigem valores promocionais, baratos, os quais não seguram um bom empreendimento”, completou.


Leia Mais:

Turnê com drag queens de “RuPaul” passará pelo Brasil em 2018

Fifa multa CBF por causa de gritos homofóbicos em jogos do Brasil

Ainda no post, Ribeiro desabafou “O fim do projeto muito se deve ao comportamento ingrato do público. […] É preciso de dinheiro para bancar uma pista de dança. O seu sorriso não paga conta de energia, nem manutenção de caixa de som. Saio da cena G com a cabeça erguida, sabendo das verdades e sonhos de tudo que realizei ao longo da vida”, lamentou ele.

A Disel fecha as portas após 13 anos de funcionamento. No início do ano, a boate chegou a ficar um período desativada, tendo o seu último suspiro em outubro, quando foi reaberta. Porém, as dívidas não pararam de crescer e a falência se tornou inevitável.


DEIXE UMA RESPOSTA