Jornalismo
Jornalismo Foto: (Reprodução)

Uma pesquisa realizada pelo Sindicado dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), visa descobrir os principais problemas enfrentados por LGBTs no exercício da profissão. É um estudo de iniciativa da Comissão de Jornalistas LGBT, criado pela entidade em maio deste ano. O material vai coletar e reunir informações que possam revelar questões importantes para orientar a comissão do trabalho em São Paulo.

Trata-se de um questionário rápido, que não pede que o profissional se identifique. Ele questiona se o jornalista tem a orientação sexual reconhecida no local de trabalho, e se já sofreu discriminação, além de perguntar quem foi o autor da violência.

Leia Mais:


Pastor Marco Feliciano cria projeto de lei que pode proibir shows de Madonna e Lady Gaga no Brasil

Seguranças do Fifth Harmony no Brasil comparam meninas a travestis

De acordo com o sindicato, o assédio e a discriminação com jornalistas LGBTs são vivenciados cotidianamente. Além da dificuldade de travestis e transexuais se inserir ao formal mercado de trabalho, e que pretendem lutar contra este cenário.

Durante a avaliação dos dirigentes do SJSP, a entidade afirma que: “se vários direitos conquistados pelos trabalhadores do país estão sob ameaça na atual conjuntura, grupos com direitos ainda a conquistar estão sob risco diretamente e daí a importância de organizar a luta e discutir as questões específicas dos jornalistas LGBTs”. E para discuti o tema, existe encontros mensais da comissão.