Travesti Natália Moura
Travesti Natália Moura Foto: Reprodução/Acervo Pessoal)

A morte da travesti Natália Moura, de 45 anos, no último sábado (30), elevou para 12, o número de transgêneros mortos este ano no Ceará. De acordo com a Polícia Militar, ela foi surpreendida por homens armados em um carro, no momento em que saía de um motel no centro de Fortaleza. As informações são do jornal O Povo.

As autoridades agora, investigam a motivação para o crime. Na ocasião, Natália foi atingida por um disparo. Em nota a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirmou que o caso esta sendo apurado também por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o intuito é identificar os envolvidos.

Leia Mais:


Sam Smith e ator de 13 Reasons Why são flagrados aos beijos em Nova York

Preta Gil nega informação que teria recusado ser madrinha em evento LGBT por falta de cachê

O coordenador do Centro de Referência LGBT Janaína Dutra, Tel Cândido, confirmou que o assassinato está sendo analisado. “Nós ficamos sabendo por uma mensagem no WhatsApp, mas nosso procedimento nesses casos é coletar as informações iniciais, procurar a delegacia responsável pela área e monitorar a elucidação do caso”, explicou.

Para Dário Bezerra, coordenador político do Grupo de Resistência Asa Branca (Grab), o número de mortes entre LGBTs no estado é alarmante, e que a solução é “cobrar posicionamento mais efetivo na elucidação desses crimes e enfrentamento para que isso não aconteça mais”, avaliou.


  • Roberto

    Trilhar o caminho errado costuma terminar mal!