Movimento LGBT apresenta carta da diversidade no Congresso

bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

O Movimento em defesa dos direitos dos LGBTIs apresentou na Câmara dos Deputados, a carta da diversidade em reunião nesta quarta-feira (04). A iniciativa foi apoiada por ativistas e integrantes de 15 partidos. O documento será entregue aos representantes do Executivo e do Judiciário.

O grupo defende a aprovação de projetos que garantam a plena cidadania, sem discriminação, que possa beneficiar mulheres, negros, trabalhadores, além da população LGBTI. Tendo como ideia, a garantia de uma legislação que garanta a punição de crimes de ódio cometidos em motivação da orientação sexual, o respeito à identidade de gênero e direitos da família, como adoção e herança.

Além de ter outra frente com a prioridade em acelerar a apreciação de processos que estão no Supremo Tribunal Federal (STF), como a criminalização da LGBTIfobia, igualando-a ao racismo. A carta é assinada pela Aliança Nacional LGBTI, presidida por Tony Reis.


Leia Mais:

Sindicato dos jornalistas de São Paulo realiza pesquisa sobre LGBTfobia na profissão

Pabllo Vittar aparece em ranking da Billboard como uma das artistas mais influentes

O presidente da UNA LGBT, Andrey Lemos, acredita que o movimento demonstra um papel importante ao criar uma união de forças. “É fundamental nos unirmos neste momento político do país em que o fascismo avança. Temos de promover o respeito à diversidade. A identidade de gênero é expressão da humanidade e precisa ser respeitada. Parlamentares de direita e de esquerda estão juntos defendendo direitos e a democracia”.

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), receberam na terça-feira (3) uma visita do movimento, onde Eunício se comprometeu a colocar propostas em votação, assim que os votos para a aprovação no plenário da Casa seja garantido para os ativistas.


DEIXE UMA RESPOSTA