Ministério da Saúde troca medicamento para o tratamento do HIV

Dolutegravir para o tratamento do vírus HIV
Dolutegravir para o tratamento do vírus HIV [Foto: Reprodução]

O Ministério da Saúde divulgou que o dolutegravir, considerado um dos melhores medicamentos para o combate ao vírus HIV passará a ser ofertado a todos os pacientes que estão em tratamento no Brasil, através do Sistema Único de Saúde (SUS).

A substância já é receitada, desde o início do ano, para novos pacientes soropositivos, e também para as pessoas que tiveram efeito colateral com a efevirenz – cerca de 100 mil pessoas. A expectativa que todos os portadores da doença possam ser medicados com o remédio até o fim de 2018.

Leia Mais:


Cientistas criam injeção que pode substituir comprimidos para tratar vírus HIV

Conheça a líder alemã Alice Weidel, lésbica assumida que é contra o casamento gay

Dentre os benefícios do dolutegravir estão a sua maior potência, nível muito baixo de adversidades, maior comodidade ao paciente, já que só é preciso utilizá-lo uma vez por dia. O tratamento também se mostra eficaz por mais tempo e com menor resistência.

Durante o 4º Congresso de Hepatites virais, o HepAids 2017, realizado em setembro, em Curitiba, o ministro Ricardo Barros se mostrou otimista com a aquisição. “Essa ampliação decorre dessa nossa prática de economizar e reaplicar essa economia nos serviços de saúde e melhorar a qualidade de vida de todos os brasileiros.”, afirmou.

“Tenho certeza que todos ficaram satisfeitos com essa ampliação do melhor medicamento do mundo para todos os portadores de HIV, além dos aplicativos que ajudarão profissionais e população”, completou.

 


DEIXE UMA RESPOSTA