Filho gay mata pai que tentou impedi-lo de cometer um crime, afirma PM

LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução)

Um crime bárbaro chocou a população de Tangará da Serra, no Mato Grosso. Um adolescente de 17 anos foi detido acusado de ter matado o próprio pai, no último sábado (14). De acordo com o Boletim de Ocorrência, a fatalidade aconteceu após o garoto ter sido discriminado na rua por ser gay, e ter pego uma faca de cozinha em casa para ferir o agressor. O homem, de 35 anos, tentou evitar e acabou sendo esfaqueado.

Informações da Polícia Militar contam que Manoel Francisco de Souza foi socorrido através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde não resistiu aos ferimentos e morreu.

“[O adolescente] contou para a PM que caminhava pela rua e pessoas riam dele e de sua amiga, pois trata-se de um homossexual. Ele começou uma discussão e uma terceira pessoa, ao qual ele não soube identificar, o agrediu com um soco”, disse o tenente da PM, Marcio Pereira ao G1.


Leia Mais:

303 pessoas trans irão fazer a prova do Enem este ano

Meninos de “Malhação” usarão saias para abordar identidade de gênero

Ainda segundo a PM, Manoel tomou conhecimento da briga e levou o filho para casa, chegando a agredi-lo. O jovem tentou sair de casa com uma faca sendo impedido pelo pai. Eles entraram em luta corporal. Em meio à confusão, o menino acabou dando uma facada nas costas do pai. “No momento de euforia ele, numa espécie de explosão, deu um golpe de faca contra seu próprio pai”, explicou o tenente.

O corpo de Manoel Francisco Souza foi velado no domingo (15), em Tangará da Serra. Já o adolescente foi preso e levado para Polícia Cívil local.


DEIXE UMA RESPOSTA