Cantor russo Zelimkhan Bakaev pode ter sido torturado até a morte por ser gay na Chechênia

O Cantor russo Zelimkhan Bakahev
O Cantor russo Zelimkhan Bakahev [Foto: Divulgaçao]

A imprensa internacional ao redor do mundo começou a especular sobre o possível paradeiro do cantor russo de música pop, Zelimkhan Bakaev, desaparecido desde agosto, quando foi visto, pela última vez, na capital da Chechênia.

Vários sites informam que o músico foi preso e torturado até a morte pelas autoridades do país. Apesar dele nunca ter assumido a homossexualidade publicamente, este deve ser o motivo para que tenha sido capturado, já que o governo da república tem adotado severas medidas contra membros da comunidade LGBT.

Leia Mais:


Post de mulher que pediu ajuda com marido que não limpa o traseiro para “não virar gay” viraliza nas redes sociais

Carol Duarte comemora sucesso de personagem Ivan em A Força do Querer: “Levo muito do personagem para vida”

As autoridades negaram a existência de qualquer represália por parte dos cidadãos gays, mas o porta-voz do país causou polêmica ao afirmar em comunicado que “mesmo que existissem gays na Chechênia, a polícia não teria problema com isso, pois as próprias famílias deles se comprometeriam a enviá-los a um lugar de onde não seria possível retornar”, disse.

À família de Zelimkhan, as autoridades negaram tê-lo capturado, e ainda alegaram que o cantor havia saído da Chechênia, no último dia 10, em direção à Alemanha. Porém, fontes asseguram que ele foi capturado e torturado até a morte.


DEIXE UMA RESPOSTA