Travesti em A Força do Querer, Silvero Pereira diz que já foi agredido na rua: “ainda é muito difícil”

Silvero Pereira
Silvero Pereira (Foto: Divulgação/TV Globo)

Intérprete do motorista Nonato e da travesti Elis Miranda, na novela A Força do Querer, o ator Silvero Pereira revelou em entrevista ao jornalista Léo Dias, que assim como a sua personagem na trama de Gloria Perez também sofreu com a homofobia na vida real.

Não fisicamente, mas no caso de agressão verbal algumas vezes, e ela pode ser tão violenta quanto a física. Não mata, mas fragiliza a autoestima e constrange. Violência zero ainda é muito difícil na nossa sociedade que discrimina pela pele, status social, escolaridade, sexualidade e tantas outras formas“, afirmou.

Leia Mais:


Justiça proíbe peça que retrata Jesus como uma mulher trans, em Jundiaí

Mulher tem que comparecer à delegacia após fazer posts gays no Facebook

Apesar dos pesares, Silvero comemorou a boa aceitação do papel com o público no folhetim das 21h, da Globo. “É lindo ver mulheres e, principalmente, crianças apontando e dizendo ‘olha, o Nonato’, enquanto outros dizem ‘É a Elis Miranda!’. Dos homens escuto muito ‘podemos tirar uma foto?’, ‘minha mulher te adora’ ou às vezes gritam de dentro do carro: ‘cuidado com Sr. Eurico’ (papel de Humberto Martins). Mas tudo é com uma abordagem muito afetuosa, torcem pelo bem da personagem.“, vibrou.

No ar em sua primeira novela na emissora dos Marinho, Silvero ainda contou como se sente em estrear na TV em pleno horário nobre. “Tem sido, além de um privilégio e uma extrema responsabilidade, um sonho realizado. Não imaginava que a personagem ganhasse tanto espaço e aceitação. Não tinha ideia da proporção que uma novela no horário nobre consegue alcançar de visibilidade. Tudo vem acontecendo de uma maneira muito rápida e estou tentando compreender todo este momento“,  explicou.


DEIXE UMA RESPOSTA