Silvero Pereira
Silvero Pereira (Foto: Divulgação/TV Globo)

O ator Silvero Pereira, intérprete do motorista Nonato e da travesti Elis Miranda na novela A Força do Querer, também se pronunciou a respeito do assunto da semana: a decisão da Justiça Federal que autoriza psicólogos a oferecerem terapias de reversão sexual, a cura gay.

“Não podemos baixar a guarda quando o juiz permite que homossexualidade volta a ser vista como patologia, quando uma exposição é censurada ou quando um espetáculo que tem uma trans interpretando Jesus Cristo é censurado. Não podemos baixar a guarda porque é um retrocesso”, afirmou à revista Quem Acontece durante sua passagem no Rock in Rio, nesta quinta-feira (21).

Leia Mais:


Estreia do The Voice Brasil exibe beijo lésbico e agita redes sociais

Em nota, juiz que autorizou “cura gay” afirma que foi mal interpretado

Silvero ainda fez uma análise sobre a visão dos poderes brasileiros, sobre aos direitos da comunidade LGBT. “O ambiente político ainda é muito conservador. As políticas públicas são bem pequenas e quase inexistestes”, acrescentou.

O artista também comemorou o fato das minorias ganharem cada vez mais visibilidade nos meios de comunicação. “O momento que a gente tem que botar a cara a tapa e mostrar quem a gente é de verdade. Tem uma multidão que sofre com preconceito. Quando a gente pode usar a abrangência da mídia para mostrar quem você é.”, ressaltou.