Sai hétero! Prefeito por um dia, youtuber sofre impeachment após banir heterossexuais de cidade

Elijah Daniel
Elijah Daniel (Foto: Reprodução/Twitter)

Um fato no mínimo inusitado aconteceu em Michigan, nos Estados Unidos. O youtuber Elijah Daniel decidiu se tornar prefeito de uma cidade do estado por um dia, mas logo foi retirado do cargo após implantar uma lei polêmica: banir todos os heterossexuais do local.

O jovem, que é considerada um ativista LGBT, chegou ao cargo por uma característica da legislação municipal da cidade de Hell, onde é possível exercer o poder de prefeito por um dia ao pagar a quantia de US$ 100. Porém, não conseguiu durar o seu único dia no posto, por causa do decreto absurdo.

Leia Mais:


Bolsonaro rebate críticas de jornalista gay com piada homofóbica: “Você queima a rosca?”

Novo filme de Star Wars pode apresentar 1º personagem LGBT da franquia

A nova lei foi anunciada por Daniel em seu perfil no Twitter, na ocasião ele informou que ficaria terminantemente proibida a presença de héteros, na cidade de aproximadamente 270 habitantes. No post, ele ainda explicou que a medida visava proteger os empregos dos homossexuais e impedir a procriação.

Um dos artigos do decreto ainda informava que os heterossexuais que desejassem ainda morar na cidade, teriam que pagar uma multa no valor de US$ 84 mil. A população ficou chocada, e levou  tão a sério esta chacota, que chegou a pedir o impeachment do prefeito antes mesmo do fim do seu mandato.

“Apesar de ter aproveitado meu período enquanto prefeito, fui informado de que sofri impeachment enquanto prefeito de Hell. Isso não vai afetar minha campanha presidencial”, afirmou.

Questionado, Elijah Daniel respondeu o óbvio: que tudo não passava de um protesto contra o atual presidente dos EUA, Donald Trump, além de ser um manifesto a favor dos muçulmanos, que passaram ser observados por conta do aumento de atentados cometido por organizações terroristas ao redor do mundo.


DEIXE UMA RESPOSTA