Travesti Dandara
Travesti Dandara (Foto: Reprodução/Internet)

A polícia cearense prendeu no último sábado (23), o décimo suspeito de ter participado do assassinato da travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, em Fortaleza, no mês de fevereiro. O homem foi encontrado no município de Quixadá, região central do estado.

O criminoso foi preso pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRAaio), no bairro Campo Velho, após denúncias indicarem que ele estava dando disparos com arma de fogo em via pública. Ao puxarem a ficha na delegacia, descobriram que ele já respondia ao processo pela morte de Dandara.

Leia Mais:


Vídeo de performance com homem nu e criança repercute nas redes sociais

Tom Cruise confirma que bumbum gigante em filme era seu

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o preso será conduzido para Fortaleza, onde será ouvido pelo delegado Bruno Ronchi, titular do 32º Distrito Policial e líder da investigação. Ele informou que o rapaz preso na última semana foi o responsável por instigar os outros evolvidos a cometerem o crime, passando a informação que a vítima cometia sucessivos roubos no bairro.

O caso da morte de Dandara dos Santos, chocou o Brasil e ganhou repercussão internacional, quando um vídeo começou a circular pelas redes sociais mostrando o momento em que espancam e torturam a travesti até a morte. O episódio comoveu o país e causou reação dos ativistas LGBTs do país e dá base para um projeto de lei que pretende transformar crimes de LGBTcídio em crime hediondo.