No dia do velório de Rogéria, cena de Tieta marca discussão de gênero na TV em 1989

Rogéria e Betty Faria em Tieta
Rogéria e Betty Faria em Tieta (Foto: Reprodução)

No dia do velório de Rogéria, uma cena icônica marcou a reprise da novela Tieta, exibida no canal pago Viva, nesta quarta-feira (06). Veiculada originalmente em 1989, as imagens resumem tudo o que a atriz representou em termos de respeito pela identidade gênero no Brasil.

Mesmo que de maneira sutil, a travesti Ninetti, personagem de Rogéria na novela de Aguinaldo Silva, causa furor ao chegar na cidade de Santana do Agreste. Logo, toda a população a reconhece como um homem travestido e com trejeitos de mulher.

Leia Mais:


Morte de Rogéria repercute entre LGBTs

Propaganda na TV australiana faz campanha contra o casamento gay

Em uma conversa entre Tieta (Betty Faria) e Ricardo (Cássio Gabus Mendes) ela tenta mostrar a ele que as pessoas são diferentes e devem ser respeitadas como são. O diálogo é feito com o intuito didático para o telespectador refletir, mesmo em 1989, mas ainda se mantém atual em torno tantas discussões a respeito de identidade de gênero.

No vídeo, Ricardo não aceita o fato de Ninette ser um travesti, mas Tieta tenta a todo tempo convencê-lo do contrário. Comparando a situações deles na trama, que estão em um relacionamento incestuoso com a da personagem de Rogéria, já que o rapaz não a vê como um pessoa normal.

Confira:


DEIXE UMA RESPOSTA