Jovem é morto após saída de Parada LGBT na Bahia

Polícia investiga envolvimento em briga durante Parada LGBT
Polícia investiga envolvimento em briga durante Parada LGBT (Foto: Reprodução/Facebook)

O jovem Lucas Moreira, de 19 anos foi morto a facadas no bairro de Luiz Eduardo Magalhães, mais conhecido como Barreiro, na cidade de Simões Filho, região metropolitana de Salvador, quando voltava da 9ª Parada do Orgulho LGBT da cidade, no último domingo (03).

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, também conhecida como Mistão, estava em via pública quando percebeu a presença dos assassinos. Ele tentou fugir pelas ruas do bairro, mas acabou sendo contido pelos criminosos, que o atacaram com golpes de facas. Ao ouvir os gritos de Lucas, moradores saíram para ver o que tinha acontecido, e encontraram o jovem caído.

Leia Mais:


PM gay denuncia ataques homofóbicos em batalhão: “Torturas físicas e psicológicas”

Religião, Karol Conka e Liniker agitam mais de 15 mil na Parada LGBT em Teresina

Policiais da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foram deslocados até o local e encontraram o rapaz estirado no chão, todo ensaguentado ainda com os sinais vitais. A Guarnição o levou para o Hospital Municipal de Simões Filho, mas ele não resistiu aos ferimentos, logo após dar entrada na emergência.

A polícia investiga agora se a morte tem relação com uma briga que o jovem teria se envolvido em uma briga, durante a Parada LGBT, como relatou algumas testemunhas. Familiares, amigos e moradores que conheciam Lucas afirmam que ele era um menino bom e íntegro. Apaixonado por futebol, fazia parte da torcida organizada do Esporte Clube Vitória, Os imbatíveis.

 


DEIXE UMA RESPOSTA