Gretchen convoca brasileiros para manifestação contra decisão da “cura gay”

Gretchen
Gretchen (Foto: Reprodução)

Morando atualmente em Mônaco, na França, a cantora Gretchen avisou que voltará ao Brasil para participar de um protesto contra a decisão da Justiça Federal, que autoriza psicólogos a oferecerem terapias de reversão sexual, a cura gay. O anúncio foi feito em um vídeo publicado no Facebook, no qual ela convoca as mães de LGBT para o ato que acontecerá em outubro.

“Então quer dizer que esses palhaços do governo, agora inventaram que homossexualidade é doença? Ok. Eu tô morando fora do Brasil mas agora em outubro eu estou de volta. E olha, quero convidar todos vocês, pais e mães de homossexuais, como eu, trans, bissexuais, a fazerem um movimento contra essa palhaçada do governo e não permitir que os nossos filhos sejam submetidos a uma ridicularidade dessas.”, afirmou a eterna rainha do Rebolado.

Pais e mães. Nós não podemos permitir isso.


Uma publicação compartilhada por Gretchenoficial (@mariagretchen) em

Depois, a famosa voltou as redes sociais para ironizar a decisão judicial, ao postar uma foto de um atestado falso informando que seus empresários, Bruno Thenner e Michael Kruse estão com a “enfermidade gay”, e por isso, devem ficar de licença. “Meu Deus. O q eu vou fazer agora? Meus empresários acabaram de me enviar esse atestado médico. Fiquei sem empresários. Estão doentes mesmo”, escreveu ela. Os representantes também entraram na brincadeira. “É isso mesmo, oficialmente estamos de atestado”, responderam eles.

Leia Mais:

Pabllo Vittar e outros famosos criticam liminar da justiça: “Não somos doentes”

Carol Duarte protesta contra decisão que autoriza “cura gay”

Mãe de Thammy, Gretchen já havia se pronunciado sobre o veredito da justiça federal. Em seu perfil no Instagram, ela compartilhou uma foto do filho transgênero e declarou: “Eu não tenho um filho doente. Meu filho é perfeito, saudável e cheio de amor”, escreveu.

 


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA