Camisinha
Camisinha (Foto: Reprodução)

Uma das desculpas mais comuns dos adeptos do bareback (sexo sem proteção) é o fato do preservativo ser o causador da temida broxada. Até causas patológicas, embasadas em alguma fonte desconhecida, como corte da circulação para motivar a perda da ereção, são dadas como justificativa para não usar a camisinha.

Mas especialistas garantem que nada disso existe de fato, e tudo não passa de algo psicológico. De acordo com o coordenador do departamento de sexualidade humana da Sociedade Brasileira de Urologia, Eduardo Barreto, o que acontece, na verdade, é a quebra do clima no momento em que o casal dar uma pausa no sexo para colocar a camisinha.

Leia Mais:


Em nota, juiz que autorizou “cura gay” afirma que foi mal interpretado

Demi Lovato protesta em português contra decisão que autoriza “cura gay”

Barreto ressalta ainda que nenhuma camisinha aperta a ponto de cortar a circulação. Aliás se o preservativo esta apertando tanto causando incômodo, a saída é optar por um número maior. A dica para quando o menino querer dar uma cochilada na hora H, é dar uma acordada com a ajuda do parceiro(a).