Bolsonaro rebate críticas de jornalista gay com piada homofóbica: “Você queima a rosca?”

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Mestre na arte de dar close errado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) voltou a causar polêmica na última segunda-feira (04). O parlamentar usou o seu perfil no Twitter para rebater de forma homofóbica as críticas feitas pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald contra ele.

Famoso mundialmente por publicar as revelações do escândalo de Edward Snowden, que trouxe à tona detalhes de vários programas que constituem o sistema de vigilância Global da NSA americana em 2013, o repórter chamou, em inglês, o político de “cretino facista” nas redes sociais.

Leia Mais:


Globo exibe cena de sexo de casal gay em Os Dias Eram Assim

Leão Lobo dá detalhes sobre estupro coletivo que sofreu

“Bolsonaro é um cretino fascista por razões que não tem nada a ver com a admiração de Maia. Isso pega mal para Maia, não para Bolsonaro”, tuitou ele. De maneira sarcástica, e também em inglês, Bolsonaro respondeu: Você queima a rosca? Não me importo! Seja feliz! Abraços”, escreveu.

Mas pensa que Greenwald ficou calado? Logo ele deu o seu direito a réplica também de maneira sacárstica. “Deputado fascista brasileiro e candidato presidencial em 2018 rebate minha crítica com uma nobre referência ao sexo anal gay, sempre em sua cabeça.”


3 COMENTÁRIOS

  1. Esse cara não merecia estar nem como candidato a nada, só no Brasil um infeliz desse ainda é aplaudido por alguns idiotas que seguem a mesma linha de pensamento, triste viver em um País onde mais se matam pessoas devido sua orientação sexual e ainda tem um canalha desse homofóbico querendo entrar no poder maior, só acho que os terroristas estão perdendo tempo, venham ao Brasil fazer uma visita em Brasilia, de preferencia com uma bomba no corpo.

  2. Olha, verdade seja dita. Entrei aqui achando que realmente o Bolsonaro pisou no tomate mas o que vejo! O reporter começou xingando e o Bolsonaro respondeu “num tom sarcástico, claro, haja vista que o diálogo começou numa ofensa” que ele não se importa se o cara é homossexual e ainda desejou a felicidade do mesmo. O cara ainda continua com o jogo ofensivo sendo ainda mais agressivo com as palavras…
    Não vejo o Bolsonaro como o vilão da estória aqui, mas sim o jornalista…
    Assim tá foda dar credibilidade a essa matéria, altamente tendenciosa. Ao redator, gostaria de lembrá-lo que os principios basilares do jornalismo é a imparcialidade, pender apenas para um lado “O que talvez seja aquele que lhe convier” fere gravemente o eixo principal da mídia, que é de informar com neutralidade.
    Caso queira se expressar, deveria ter colocado os prefixos “Eu acho” “Eu penso” e não agir com um texto forçado ao desmoralismo.

  3. Olha, verdade seja dita. Entrei aqui achando que realmente o Bolsonaro pisou no tomate mas o que vejo! O reporter começou xingando e o Bolsonaro respondeu “num tom sarcástico, claro, haja vista que o diálogo começou numa ofensa” que ele não se importa se o cara é homossexual e ainda desejou a felicidade do mesmo. O cara ainda continua com o jogo ofensivo sendo ainda mais agressivo com as palavras…
    Não vejo o Bolsonaro como o vilão da estória aqui, mas sim o jornalista…
    Assim tá foda dar credibilidade a essa matéria, altamente tendenciosa. Ao redator, gostaria de lembrá-lo que os principios basilares do jornalismo é a imparcialidade, pender apenas para um lado “O que talvez seja aquele que lhe convier” fere gravemente o eixo principal da mídia, que é de informar com neutralidade.
    Caso queira se expressar, deveria ter colocado os prefixos “Eu acho” “Eu penso” e não agir com um texto forçado ao desmoralismo.

DEIXE UMA RESPOSTA