Ativista LGBT Pierre Bergé morre aos 86 anos

Pierre Bergé
Pierre Bergé (Foto: Reprodução/Twitter)

Morreu nesta sexta-feira (08), aos 86 anos, o empresário e mecenas Pierre Bergé, antigo companheiro do estilista Yves Saint Laurent e co-fundador da famosa casa de moda parisiense. A informação foi confirmada pela sua fundação, que não entrou em detalhes sobre a causa da morte, apenas que foi por complicações de miopatia, uma doença muscular.

Ativista dos direitos LGBT, Bergé morreu em casa na cidade de Saint Remi de Provence, localizada no sudeste da França. Ele também era presidente do conselho de vigilância do grupo de imprensa Le Monde.

Leia Mais:


Após abaixo-assinado, universidade adia semana LGBT de Londrina

Clipe de Corpo Sensual, da Pabllo Vittar, bate 3 milhões de visualizações em menos de 24 horas

Em março, o mecenas se casou com o paisagista norte-americano Madison Cox, de 58 anos, que atua como vice-presidente da Fundação Bergé-Sain Laurent. Um dos seus próximos feitos seria a inauguração de dois museus dedicados ao legado de Yves Sain-Laurent, um em Paris, na França e outro em Marrakech, no Marrocos.

Nascido em 1930, Bergé chegou a Paris aos 18 anos, e logo se inteirou no meio cultural francês, mas o encontro que mudou a sua vida foi quando conheceu o estilista Yves Saint Laurent. A paixão os fariam construir juntos um dos maiores impérios da moda francesa. Em 1961, juntos lançam a própria marca, referência em todo mundo pelas iniciais YSL.


DEIXE UMA RESPOSTA