Amor é um estado de demência com prazo de validade, diz pesquisa

Namoro gay
Namoro gay Foto: Reprodução)

Se você está amando, todo apaixonado, e acha que este sentimento vai durar para sempre, saiba que está condição pode estar com os dias contados, pelo menos é o que concluíram pesquisadores da Faculdade de Medicina da Unam. Eles acreditam que o amor romântico tem prazo de validade.

O estudo foi liderado por Georgina Montemayor Flores, que comparou o estado em que ficamos mais leves e com borboletas no estômago com uma demência temporal. Ela explica que quando estamos apaixonados, liberamos uma substância que nos faz pensar na pessoa amada.

Leia Mais:


Após receber prêmio, Fernanda Gentil ganha beijo de namorada orgulhosa

Após censura, espetáculo que retrata Jesus trans volta a São Paulo

Porém, Flores acredita que nada disso é passível de durar uma eternidade, e sim, no máximo alguns anos. “Costuma durar no máximo quatro anos ou até que apareça outra pessoa para despertar uma paixão ainda maior.”, afirmou.

Mas calma, não precisa entrar em pânico, e nem torcer o nariz, já que a pesquisadora ressalta que após o período da louca paixão e do romantismo, o afeto entre os casais permanece, mas o amor mesmo ele vai embora. E aí, concordam?

 


DEIXE UMA RESPOSTA