Youtuber gay e evangélico estreia programa na TV e critica Silas Malafaia

Após passar anos no armário, a auto-aceitação só veio quando Artur começou a conhecer a teologia inclusiva, ramo que aproxima minorias e discurso religioso (FOTO: Youtube)
Após passar anos no armário, a auto-aceitação só veio quando Artur começou a conhecer a teologia inclusiva, ramo que aproxima minorias e discurso religioso (FOTO: Youtube)

Um apresentador de TV e youtuber de Minais Gerais chamado Artur Vieira, de 33 anos, foi tema de uma matéria de um grande jornal neste fim de semana. Tudo porque o rapaz acumula dois adjetivos que podem soar esquisitos juntos: além de ser homossexual, Arthur também é evangélico.

Em seu programa que estreou no sábado (dia 12) na Rede Brasil, o apresentador adotou o slogan “um novo olhar cristão” prometendo dar uma nova visão para a retratação de evangélicos gays na televisão. Seu programa, o “De Volta ao Reino”, produção que nasceu no YouTube, estreou sábado (dia 12) na Rede Brasil e ele conta que usará o espaço para falar sobre o preconceito que já enfrentou. Sua meta na TV, afirma, é “desmistificar muros de preconceito”.

“Você acha que vou deixar meus amigos serem massacrados pelo Malafaia? Ele tem uma hora na Band, você acha que nos meus 15 minutos não vou meter dois pés no peito?” declarou em entrevista ao jornal Folha de SP.


O evangélico conta que já chegou a seguir o conselho de líderes como Silas Malafaia. Durante anos, um pastor da igreja presbiteriana que Artur frequentava, convenceu o rapaz que gostar de alguém do mesmo sexo seria pecado e chegou até a lhe recomendar a cura gay para expulsar o “demônio da homossexualidade”.

“Falou para que eu cortasse cabelo estilo militar, arranjasse uma namorada e parasse com a maquiagem”, lembra o mineiro.

Já o outro lado também não aceitou também o evangélico logo de cara:“No começo, ativistas LGBT acabavam comigo por achar que eu era líder de igreja.”

Durante o período em que permaneceu no armário Artur conta que inclusive chegou a noivar com uma moça da igreja: “A gente nem beijava, só pegava na mão”. Mesmo sem sexo, nem carícias, Artur decidiu ir em frente com a relação heterossexual e chegou a comprar o vestido de casamento da noiva, além de planejar a lua de mel.

“Paris. Bem bicha, né?” acrescenta o youtuber.

Confira um vídeo do youtuber, entrevistando o cantor gospel Maikon Balbino.


DEIXE UMA RESPOSTA