Travesti é eleita presidenta da Associação Brasileira LGT


A travesti paraense Simmy Larrat,de 38 anos, foi eleita a presidenta da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais (ABLGT), que desde a sua fundação apenas teve homens cisgêneros, a frente das atividades do órgão. As informações são do Brasil de Fato.

A chegada de Simmy marca a trajetória da instituição, por seu trabalho dentro da militância. Em 2015, ela atuou como coordenadora-geral de Promoção dos Direitos LGBT da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, durante o governo de Dilma Rousseff.

Leia Mais:


Polícia prende suspeitos de matar travesti Mary Montilla no Alagoas

Pabllo Vittar posa em ensaio para a revista Cosmopolitan

Simmy também atuou como coordenadora do programa Transcidadania, em São Paulo, na gestão do prefeito Fernando Haddad e atualmente está presente no cargo de Secretária da recém-criada Secretaria Setorial Nacional LGBT do Partido dos Trabalhadores (PT).

Em seu perfil no Facebook, a travesti falou sobre a nova posição na Associação que reúne em torno de 300 entidades LGBTs de todo o país. “Com essa eleição, a ABGLT manda uma nova mensagem: nós da ABGLT não compactuaremos com nenhum tipo de opressão, como o machismo e lutaremos contra a transfobia e todas forma de violência contra orientação sexual e identidade de gênero”, escreveu.

 


DEIXE UMA RESPOSTA