Silas Malafaia afirma que não irá negociar “ideologia de gênero” nas eleições 2018

Silas Malafaia afirma não apoiar temas como
Silas Malafaia afirma não apoiar temas como "ideologia de gênero" e casamento gay (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)

Ao lado do governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin e do prefeito da João Doria, o pastor Silas Malafaia protagonizou mais um de seus discursos polêmicos, esta quinta-feira (17). Desta vez, ele enfatizou que não iria negociar princípios e nem apoiar políticos que defendem causas como os direitos dos LGBTs, casamento gay, aborto e legalização de drogas.

“Quem não quiser fazer a linha politicamente correto na política para a ideia de troca de gênero, legalização de drogas, aborto e casamento gay, pode ir embora e seguir seu caminho”, afirmou o político.

Leia Mais:


Aos gritos de “homofóbico”, Bolsonaro leva ovada durante caminhada em São Paulo

Professora trans traz debate de identidade de gênero para escola em São Paulo

Logo de início, Malafaia foi bem enfático ao dizer que não iria “negociar valores” em hipótese alguma. Mesmo assim, foi bastante aplaudido pelo público presente. Mesmo tocando em temas tão polêmicos e tão importantes para a sociedade nos dias de hoje, Alckimin e Doria preferiram não se manifestar sobre o tema.

O governador do estado, por outro lado, falou sobre “conciliação com valores”. “Precisamos deixar a divisão de grupos e nos unir em torno de valores. Uma casa dividida não caminha”, comentou na ocasião.


DEIXE UMA RESPOSTA