Número parcial de mortes LGBTs em 2017, já ultrapassa registro total de 2016

Somente nos EUA, 33 pessoas LGBT foram mortas até agora, contra 28 de todo 2016
Somente nos EUA, 33 pessoas LGBT foram mortas até agora, contra 28 de todo 2016 (Foto: Reprodução/Internet)

Um estudo realizado pela National Coalition of Anti-Violence Program revelou que só neste ano de 2017, mais pessoas LGBT morreram assassinadas, vítimas de homofobia ou transfobia, em comparação com todo o ano de 2016, e olha que ainda estamos em Agosto.

Apenas nos Estados Unidos foram registrados 33 homicídios de indivíduos simplesmente por causa da sua orientação sexual ou a sua identidade de gênero. Durante todo o período do ano de 2016 foram 28 mortes da mesma forma.

Leia Mais:


Psicólogo apresenta TCC montado em homenagem à amiga trans que cometeu suicídio

Marca suspende venda de café após provocar ereção em clientes nos EUA

Já no Brasil, a realidade não é muito diferente, visto que, a média de assassinatos por aqui é de um LGBT morto a cada 28 horas, também motivados por crimes de ódio, por preconceito e discriminação.

Do total das 33 vítimas mortas nos EUA apontadas pelo levantamento, 15 foram identificadas como mulheres transgêneros, enquanto outras 12 são, pelo menos, homens homossexuais cisgênero.

 


DEIXE UMA RESPOSTA