Internautas criam perfis fakes no Grindr e Tinder para políticos anti LGBT
Internautas criaram perfil fakes nos aplicativos para protestar contra políticos que se declaram contra a legalização do casamento gay

Na Austrália, usuários de aplicativos de relacionamento estão criando contas falsas para protestar contra os políticos que são contra a legalização do casamento gay no país.

Ativistas LGBTs estão sendo acusados de terem postados fotos e de se passarem por pelo menos dois políticos anti-LGBT australianos: Andrew Broad, representante de Mallee no partido político Nationals e George Christensen, membro do partido Liberal National Party of Queensland. 

VEJA TAMBÉM: Capitão Planeta sai em defesa dos gays na Australia

Um dos perfis falsos trazia a foto de Andrew Broad com o nome trocado. (FOTO: PinkNews)
Perfil falso trazia a foto de Andrew Broad com o nome trocado (FOTO: PinkNews)

Em seu perfil fake do Tinder, Broad afirma ser um político “de cabeça aberta e descontraído” e também ser um “cara da cidade de Canberra” além de ser um profissional autônomo. Já o perfil fake do político Christensen apareceu no aplicativo de encontros casuais Grindr.

Nos próximos meses através de uma decisão popular realizada por correio, os cidadãos australianos decidirão se o casamento gay no país será legalizado.

Que forma de protesto curiosa dos australianos né? Imagina se isso vira moda por aqui? Bolsonaros e Felicianos que se cuidem!