Grupo militar LGBT contra Estado Islâmico faz post em apoio à Parada LGBT de Estocolmo

O TQILA é um grupo militar LGBT para lutar contra o Estado Islâmico
O TQILA é um grupo militar LGBT para lutar contra o Estado Islâmico (Foto: Reprodução/Facebook)

O Exército da Insurreição e Libertação Queer (TQILA), grupo militar formado por pessoas de diferentes orientações sexuais e identidades de gênero para lutar contra o Estado Islâmico (ISIS) fez um post em apoio à Parada LGBT de Estocolmo, na Suécia, que aconteceu no último fim de semana.

Publicada originalmente na página do Facebook The Women’s Revolution in Rojava, o registro mostra alguns dos guerrilheiros anônimos ao lado de uma bandeira do Orgulho LGBT e sob mensagens que dizem “Bichas matam fascistas!” e “Pelo direito de amar quem você quiser. Com amor de Raqqa à Parada LGBT de Estocolmo”.

Leia Mais:


Vaza suposto nude do chef de cozinha peruano Frango Noriega

Após nude vazada, Victor Vieira do MasterChef se casa com namorado francês

Os organizadores do evento em questão responderam publicamente: “Nós da Parada de Estocolmo agradecemos os cumprimentos de Raqqa. Também somos contra ISIS e o extremismo islâmico. Não nos posicionamos em relação a vocês lutarem contra ISIS, se deveriam ou como fazer isso, mas assim como vocês, não abrimos mão de lutar contra a homofobia, violência e discriminação”.

O TQILA é polêmico e causa discussões ao redor do mundo. Enquanto muitas pessoas acham que se trata de uma organização possivelmente terrorista, outras veem a iniciativa como uma retaliação inevitável e necessária aos horrores que o ISIS inflige aos LGBTs no Oriente Médio.


DEIXE UMA RESPOSTA