Gays são mais propensos a perdoarem uma traição, revela pesquisa

32% dos gays afirmam que perdoariam traição de parceiro
32% dos gays afirmam que perdoariam traição de parceiro (Foto: Divulgação/SIC)

Um estudo feito pela First4Layers, na Inglaterra, revelou como as pessoas lidam com o fato de uma traição. Os pesquisadores entrevistaram em torno de duas mil pessoas e obtiveram respostas bastante curiosas sobre o tema.

De acordo com a pesquisa, 32% dos entrevistados que se declararam gays afirmaram que a descoberta de uma traição não seria motivo para o término de um relacionamento. Este número caí consideravelmente em relação aos héteros, que apenas 12%, dos ouvidos disseram ter coragem de continuar com o companheiro(a).

Leia Mais:


Pesquisa afirma que muçulmanos aceitam homossexuais melhor que evangélicos

Claudia Leitte convida casal gay para noivar em cima de trio no carnaval

Entre os bissexuais, o relatório apontou que 17% seria capaz de continuar a relação após um caso extraoficial. Outro dado em relação aos bi, são que eles costumam ser os que mais traem seus parceiros, cerca de 30% contra 19% dos héteros.

O estudo também perguntou se os entrevistados perdoariam o seu parceiro caso flagrassem uma troca de mensagens por whatsapp. O resultado mostra que a maioria desculparia sim o outro lado. 26% dos gays, 14% dos bissexuais e 43% dos héteros não conseguiriam lidar com tal situação.

 

 

 


DEIXE UMA RESPOSTA