Existe uma vila no Caribe onde “pênis crescem” em meninas de 12 anos

A rara mutação é causada por uma enzima que impede a produção de testosterona (FOTO: Getty Images)
A rara mutação é causada por uma enzima que impede a produção de testosterona (FOTO: Getty Images)

Um distúrbio genético é a causa de uma anomalia bastante rara em crianças da República Dominicana. Na vila de Salinas, 90% das meninas começam a desenvolver um pênis quando se aproximam da idade dos 12 anos. A rara condição é chamada de pseudohermafrotidismo.

Em depoimento a uma série da BBC chamada Countdown to Life – The Extraordinary, Johnny, um morador da região, admitiu que já foi uma menina, conhecida como Felicitia. “Lembro-me de usar um vestido vermelho. Costumava usar saias na escola”, explicou o homem.

“Quando nascem, parecem meninas, causando confusão por causa dos testículos escondidos. Só depois quando estão na puberdade é que os testículos descem e o pênis cresce”, afirmou o Dr. Michael Mosley, que acompanha o caso.


A rara mutação é causada por uma enzima que impede a produção do hormônio sexual masculino quando o feto ainda está no útero da mãe. Quando os bebês nascem com esta alteração, são confundidos com meninas, fazendo com que anos mais tarde, já na puberdade, a testosterona comece a modificar o organismo da “garota”.


DEIXE UMA RESPOSTA