Empresárias adotam personagem fake para lutar contra machismo

As empresárias relatam que eram tratadas mal e com desprezo pelos homens
As empresárias relatam que eram tratadas mal e com desprezo pelos homens (Foto: Reprodução/Internet)

Cansadas de sempre serem maltratadas por possíveis fornecedores, duas empresárias do ramo da arte se juntaram para lutar contra o machismo na área. Na batalha diária contra o sexismo, Penelope Gazin e Kate Dwyer inventaram um membro falso para a equipe, o Keith.
A ideia das idealizadoras veio logo após passarem por vários constrangimentos na hora de fechar alguns negócios com homens. “Era muito claro que ninguém nos levava a sério e todo mundo pensava que éramos idiotas”, disse Kate a uma entrevista ao site Quartz.
Donas de uma loja online de obras de arte, as empresárias lidam diariamente com homens que nem sempre as tratam bem. Desenvolvedores e designers, em sua maioria do sexo masculino, demoravam para responder aos emails, e muitas vezes com respostas breves e rudes.
Leia Mais:
Para lutar contra isso, as meninas passaram a adotar o personagem Keith, que não existe de verdade. Em pouco tempo de experiência, elas perceberam que passaram a se comunicar com os parceiros de forma mais igualitária e cordial, “eles diziam ‘ok, bro, vamos pensar nisso!”, descreveu Penelope.
“Keith não só recebia respostas rápidas como também era perguntado se precisava de mais alguma coisa ou se queria ajuda em algo mais”, contou Kate.

DEIXE UMA RESPOSTA