Casa de acolhimento LGBT em Manaus abre campanha de financiamento coletivo

ojeto se inspira em casas similares de outras capitais (Foto: Divulgação)
ojeto se inspira em casas similares de outras capitais (Foto: Divulgação)

O coletivo Manifesta LGBT+, em Manaus, no Amazonas, elaborou um projeto que pretende criar uma casa de acolhimento para pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, transsexuais e travestis em situação de vulnerabilidade. Para que isso se torne realidade, eles começaram uma campanha de financiamento coletivo.

Como muitas das iniciativas que vem acontecendo nos últimos anos, especialmente no que diz respeito à comunidade LGBT, a Casa de Acolhimento LGBT+ Manaus depende da ajuda coletiva para acontecer. O objetivo é ajudar pessoas LGBTs que se encontram na rua, bem como oferecer capacitação profissional, um processo de ressocialização, e assistência social, jurídica e psicológica.

Leia Mais:


Ministério Público do Acre lança cartilha sobre direitos LGBT

Gay em Os Dias Eram Assim, Maurício Destri defende direitos LGBTs: “Amor é amor”

A ONG estipulou uma meta de R$100 mil para garantir o aluguel do imóvel por um ano, mas isso pode ser alterado de acordo com as doações recebidas. O local pretende seguir o modelo de projetos similares em outras capitais, como é o caso da Casa 1, em São Paulo.

A Casa de Acolhimento já conta com a ajuda de 60 voluntários, e tem o apoio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh). Quem quiser doar para a campanha, pode acessar a Vakinha do grupo. Já quem pode ajudar com algum tipo de material, pode clicar aqui


DEIXE UMA RESPOSTA