Reportagens do Jornal da Record mostraria novas configurações de família
Reportagens do Jornal da Record mostraria novas configurações de família (Foto: Divulgação)

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, do UOL, a Record TV barrou a produção do seu principal telejornal a veicular uma série de reportagens que mostrariam as novas configurações de família, e mostraria desde pais solteiros, separados e filhos com casais homossexuais.

O impedimento foi feito por bispos da emissora controlada pela Igreja Universal do Reino de Deus. Fontes internas afirmam que a justificativa para a proibição é a de que as matérias seriam “progressivas demais” e os temas escolhidos “pesados”.

As fontes também contam que a emissora possui regras internas que afirmam que só poderão ser transmitidas reportagens que tenham como base o conceito da “família tradicional”. Ou seja, nada que fuja dos moldes de um casal heterossexual com filhos biológicos, ao que tudo indica.


Leia Mais:

Público acusa policiais de LGBTfobia durante Parada do Orgulho de Contagem

Claudia Leitte se derrete de elogios ao público gay: “Não posso viver sem eles”

Ricco indica que a redação ficou desanimada com a censura. Naturalmente, a interferência dos bispos no trabalho jornalístico da equipe da Record mexem com o psicológico e com o limite de todos, já que impede um tratamento honesto e imparcial das pautas. Consultada, a Record não se pronunciou sobre o cancelamento.

DEIXE UMA RESPOSTA