Bispo romeno acusado de manter relações com garoto de 17 anos é afastado

Igreja Ortodoxa Romena
Igreja Ortodoxa Romena (Foto: Reprodução/Pixabay)

A Igreja Ortodoxa romena se reuniu na última quinta-feira (17) para abordar um suposto caso de abuso sexual entre o bispo de Husi, Corneliu Barladeanu, com um aluno de 17 anos, após começar a circular um vídeo no qual o religioso mantêm supostamente relações com o jovem.

O Santo Sínodo decidiu afastar o bispo de suas atividades, depois de analisar o caso, definido como o primeiro escândalo sexual na Romênia, país no qual 85% da população se declara como ortodoxa.

Leia Mais:


Presidente do Chile desenvolve projeto de lei que legaliza casamento gay no país

Universitário gay de Viçosa é espancado após ter casa invadida

Em sua defesa, Barladeanu negou as acusações, mas decidiu deixar o cargo. Em comunicado, o Patriarcado Romeno elege a decisão. “pela paz e pelo bem da Igreja”. Apesar de ter sido destituido do cargo oficial, ele continuará na igreja, mas como monge e não poderá mais celebrar missas.

Recentemente, a igreja Ortodoxa também decidiu expulsar definitivamente um outro sacerdote do noroeste do país, por tentar convencer um jovem, também de 17 anos, a fazer relações sexuais com ele.


DEIXE UMA RESPOSTA