Ator trans Tarso Brant relata preconceito por ser trans: “dificuldade de encontrar emprego”

Tarso Brant
Tarso Brant (Foto: Divulgação)

O ator Tarso Brant que já possui uma carreira sólida e, atualmente, ficou conhecido por grande parte dos brasileiros após sua participação na novela A Força do Querer, da TV Globo, como peça chave no início do processo de transição de gênero da personagem Ivana. Porém, nem sempre as oportunidades vieram para ele.

Em entrevista ao site SuperPride, Brant falou sobre o início da carreira e as dificuldades sofridas. “No início, tive muita dificuldade para encontrar emprego. Pelo fato de não ter um nome condizente com a minha aparência. Através dessas dificuldades, encarei de frente e tomei como um objetivo forte, que era o de ser ator”, revelou.

Leia Mais:


Heróis e princesas da Disney se transformam em transexuais nas mãos de artista americano

Mulher trans é impedida de embarcar em voo com nome social em Joinville

Sobre o tema da transição de gênero estar sendo abordada pela primeira vez em rede nacional, o ator afirmou que a história vem sendo contada de maneira correta. “É importante que o público acompanhe que a decisão da mudança de gênero não ocorre do dia para a noite. É um processo crucial para cada um, que tem um tempo diferente e de escolha de sua própria vida”.

Vale lembrar que Tarso também fez parte do processo de consultoria antes do início do atual folhetim das 21h, no qual a autora Gloria Perez utilizou a experiência de vida do ator para compor a personagem, que terá a sua transformação definitiva em cena exibida no próximo dia 31.


8 COMENTÁRIOS

  1. Preconceito ou ele não é um bom ator e por isso não consegue emprego ?
    Por que tudo hoje em dia ter que ser imposto só por ter uma orientação sexual e não conquistar por seu talento?

  2. Tarso Brant teve sua própria escolha resolveu não ser mais mulher e se transformar em HOMEM COM ÚTERO.
    Ele achava que seria fácil ser aceito? Que todo o mundo artistico iria dizer “Oh que maravilha, um homem que menstrua”?. Agora é lutar contra o preconceito e seguir em frente. Força Tarso

  3. O que eu acho engraçado é que as emissoras usam homens e mulheres para fazer o “papel” de gay e trans. Afinal, é um papel ou uma sexualidade? Pois se for uma sexualidade, deveriam contratar gays e trans para serem eles mesmos na novela, complementando a história. Me surpreende que os grupos não tenham se manifestado quanto a isso.

  4. Então vejamos… Temos no Brasil cerca 14 milhões de desempregados… Mas esse, ou essa sei lá, se acha vitima por não achar um emprego? ha ha ha… Era só o que faltava…

  5. Está difícil para todos, não é só para vc que é trans, agora tudo que acontece e culpa por ter escolhido um gênero diferente é muita frescura

DEIXE UMA RESPOSTA